Bem-vindo a era das smart homes!

Casas automatizadas. Essa é a definição das smart homes - também chamadas de smart houses ou casas inteligentes. A ideia básica é utilizar a tecnologia para oferecer conforto, comodidade e segurança, de forma altamente personalizada, para os moradores.

Em uma época em que a tecnologia e a vida digital crescem rapidamente, o mercado das smart homes deve alcançar até 2020 um faturamento mundial estimado em 400 bilhões de dólares, com crescimento de 4,7% ao ano, segundo expectativa da Bussiness Insider Intelligence, serviço de pesquisa especializado em inteligência de negócios e pesquisa orientada dos Estados Unidos.




No Brasil, embora o cenário seja de crescimento acelerado, os números ainda são baixos em comparação a outros mercados. A Aureside - Associação Brasileira de Automação Residencial aponta que existem no país cerca de 300 mil residências automatizadas, o que representa apenas 0,5%. Em países da Europa e nos Estados Unidos o percentual é de 18%.

Controlar luzes, cortinas, janelas e aparelhos eletrônicos usando apenas um smartphone ou a própria voz. Em uma smart home tudo isso é possível graças à utilização de sensores e temporizadores.



Uma janela esquecida aberta, que pode se transformar em transtorno no caso de chuva ou mesmo permitir o acesso de ladrões, em uma smart home seria automaticamente fechada! 

As smart homes trazem aos moradores, além do conforto e segurança, economia por conta do controle automatizado, pelo qual é possível verificar se alguma luz ficou ligada ou realizar agendamento para que aparelhos sejam desligados automaticamente.

Ao mesmo tempo, ao criar suas cenas e utilizar a automação para diminuir a intensidade das suas lâmpadas estará também criando um ambiente mais aconchegante e mais eficiente energeticamente, pois as lâmpadas estarão consumindo menos energia.

Para um perfeito funcionamento, o ideal é que o sistema seja implantado desde a fase inicial do projeto. No entanto, é possível transformar uma casa em smart home, embora seja um processo mais caro e trabalhoso.