Desde 2009, o dia 20 de janeiro é feriado municipal em Ribeirão Preto. Você sabe o motivo?


Nesta data comemora-se o Dia de São Sebastião, padroeiro de Ribeirão Preto - e inúmeras outras cidades, como o Rio de Janeiro, Boa Vista, Planaltina, Barra Mansa, Bagé e Taquaritinga.


Natural de Narbonne, na França, e cidadão de Milão, na Itália, Sebastião (ou Sebastian) foi um mártir e santo cristão. Era soldado do imperador romano Diocleciano, tendo se alistado por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. Por sua conduta branda com os prisioneiros cristãos, o imperador julgou-o sumariamente como traidor, tendo ordenado a sua execução por meio de flechas.


Dado como morto e atirado em um rio, Sebastião foi encontrado e socorrido por Irene (Santa Irene). Apresentou-se novamente diante de Diocleciano, que ordenou então que ele fosse espancado até a morte e jogado no esgoto público de Roma.


São Sebastião é considerado o protetor da humanidade contra a fome, a peste e a guerra. A ligação do santo com a cidade vem desde o início do povoamento, quando José Mateus dos Reis, fez a primeira doação de terras ”sob a condição de, no terreno, ser levantada uma capela em louvor a São Sebastião das Palmeiras”.


Mais tarde foram feitas novas doações de terras, mas respeitou-se a escolha do padroeiro, passando o patrimônio a ser chamado de "São Sebastião do Ribeirão Preto".

O Dia de São Sebastião foi feriado municipal até 1967, só recuperando a condição mais de 40 anos depois, por meio de projeto de lei de autoria do vereador Coraucci Netto.